minhas frases

AO NAVEGAR NO BLOG e quiser retornar ao início, clique no menu: "início"



Alguns artigos publicados foram pré-agendados (datas de publicação programadas) usando o aplicativo disponível no próprio Blogger, então, posso não estar online no instante da postagem.


Agradeço a sua visita. Se inscreva para eu te conhecer... bjuss...Mii

VISITANTES APÓS MARÇO- 2011

ASSISTA ALGUNS VÍDEOS QUE ESCOLHI.

Loading...

terça-feira

Poesia de Milena Medeiros - POEMA PARA NEO ERTSEM


POEMA PARA NEO ERTSEM



QUE LAMENTO É ESSE
QUE DEBAIXO DE MINHA JANELA ESCUTO?
SERÁ QUE O VENTO BRINCA
OU É COISA DA IMAGINAÇÃO?

UM SOMBRIO COLÓQUIO
DE UIVO OU CHORO
QUE VEM NUM REPENTE
COMO SE FOSSE ALGUÉM?

AH...
DEVE SER O POETA -NEO ERTSEM
QUE SE APAVORA
PORQUE A IDADE JÁ VEM...

QUE DIGO A ELE?
QUE O AMOR É ASSIM
SE ESCONDE FEITO BICHO
OU SE FAZ DE INOCENTE?

OU DIGO QUE É BEM DIFERENTE
VEM SEM PERGUNTAR
APARECE SEM PISTAS MOSTRAR,
AMADURECE COMO FRUTA GOSTOSA?

NÃO, NÃO DIREI NADA AGORA
DEVEREI PRESTAR MAIS ATENÇÃO
A ALMA DE UM HOMEM QUE CHORA
PRECISA DE MUITA COMPREENSÃO!





Milena Medeiros-04/10/2011- 23:33 horas
(dedicada ao poeta escritor Neo Ertsem - do Recanto das Letras)



feito online no site Recanto das Letras.
link da publicação: POEMA PARA NEO ERTSEM  04/10/2011Código do texto: T3258251