minhas frases

AO NAVEGAR NO BLOG e quiser retornar ao início, clique no menu: "início"



Alguns artigos publicados foram pré-agendados (datas de publicação programadas) usando o aplicativo disponível no próprio Blogger, então, posso não estar online no instante da postagem.


Agradeço a sua visita. Se inscreva para eu te conhecer... bjuss...Mii

VISITANTES APÓS MARÇO- 2011

ASSISTA ALGUNS VÍDEOS QUE ESCOLHI.

Loading...

sexta-feira

Poesia de Milena Medeiros- PALHAÇO DE SOFRER



Esta imagem esta no Facebook, postada por Cecixf helena

PALHAÇO DE SOFRER

Não fui palhaço por querer.
Nesta vida, fui palhaço de sofrer.
A dureza de meus traços contrastam...

A vida tem pontas rudes
que nos machucam a mais das vezes.

Eu fui ferido...
chorei...
a máscara que usei
transfigurou-se
e agora
sou incapaz de sorrir
como palhaço dos amores e felicidade.

Sou agora,
um palhaço que não brinca mais nos circos
As crianças tem medo de mim.
A minha carranca dá-lhes medo.

E eu sigo no caminho,
cabisbaixo, cansado, humilhado...
Não sei ser mais palhaço feliz...
só sei ser esse palhaço aquebrantado...
que mostra na face
o que vai no coração


(milena medeiros- para a imagem de palhaço de cecixf helena-20/10/2011)

Escrito online no Facebook para a imagem acima citada.

Enviado por Milena Medeiros em 21/10/2011-Código do texto: T3289226


quarta-feira

Texto de Milena Medeiros- CONVERSÊ DOS GUARDA-CHUVAS





CONVERSÊ DOS GUARDA-CHUVAS

UMA HISTÓRIA ENTRE UM GUARDA-CHUVA E UMA SOMBRINHA NA TARDE CHUVOSA EM MAÚA.

(conversê- uma expressão que designa: prosear, conversar, bater papo)



BOM DIA, LINDA!
BOM REVER-TE!
DIAS ASSIM,
ACABAMOS SEMPRE NOS VENDO!

 - POIS É, AMIGO.
   BASTA UNS PINGOS
   PRA GENTE SE ABRIR TODO!


TU CONTINUAS FORMOSA, ATEMPORAL!

 - E TU, GARBOSO, ELEGANTE
   E FORMOSO!

COMO VAI A VIDA?
O QUE TEM FEITO?


 -TENHO ANDADO ENCLAUSURADA
  FECHADA PARA A VIDA.


AH, COMO PODE?
TU, LINDA ASSIM?
'TÁS DEPRIMIDA?


 -SEI NÃO. TALVEZ SEJA O POUCO TEMPO PARA SAIR
  FICO NUM CANTO, ABANDONADA...


AH, ENTENDO BEM ISSO...
E EU? ALÉM DE SER ESQUECIDO POR AÍ
AINDA FICO À MERCÊ DO TEMPO!
SÓ SAIO SE A COISA FICA PRETA, MESMO!!
DE RESTO... IIICHIII!!!!


 -RS RS (risos)


MAS, ME DIGA...
O QUE TENS FEITO
NESSES TEMPOS?


  -OLHA, EU ME GUARDO BEM.
   DOU-ME POUCO AO DIA A DIA
  QUANDO SAIO É SÓ APRESSADAMENTE!


EU TENHO TEMPO DE CISMAR...
AJEITO-ME AS PONTAS,
DOU-ME BRILHO,
PONHO-ME ATÉ A CANTAR!


  -COMO? CANTAR?!!


É, CANTO:
"...TOMARA QUE CHOVA TRES DIAS SEM PARAR..."


 -SÓ VOCÊ PRÁ ME FAZER RIR...
  VOU LEMBRAR-ME DISSO
  QUANDO ESSA CHUVA PASSAR...


CUIDADO! ESSA CALHA ESTÁ DEFEITUOSA!


 - UUUIIII!! SSSSSSHHHSSS
   ESSE PINGO ESCORREU-ME PELAS COSTAS
   (sentindo arrepios)


ESPERO TE ENCONTRAR POR AQUI OUTRO DIA!


 - ESSE TEMPO... IMPREVISÍVEL, NÉ?


MUITO!!


 - BEM, ATÉ LOGO...


QUE SEJA LOGO MESMO!!!


(milena medeiros-17/10/2011- na tarde chuvosa de  Mauá)
publicado no recanto das letras
Enviado por Milena Medeiros em 19/10/2011-Código do texto: T3285216
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3285216

Poesia de Negra Noite- HOJE MORRO-ME

HOJE MORRO-ME

EM ALGUM LUGAR
TOCA UM SINO
TALVEZ EM LEMBRANÇA
DE MINHA TRISTE HISTÓRIA.

TOCA TRÊMULO COMO A CHORAR...

(SE CHORAR FOSSE SINO
QUANTOS REPIQUES
AO MUNDO BRADARIAM?)

OUÇO-O AO LONGE
MAS, PERTO O SOM MELANCÓLICO
COMO A ME DIZER
VAI-TE AOS POUCOS ... AOS POUCOS...

SEI DOS SILÊNCIOS,
DAS NEGRURAS DE NOITES
EM TEMPESTADES DE ALMA,
DAS VELAS ACESAS SOMBRIAS.

NÃO ME ACHO VALENTE
UM SER COVARDE, TALVEZ DIRIAM.
NO ENTANTO FUI COM CORAGEM
AO MUNDO QUE ME VIU NASCER

DEI-ME NAS ESTRADAS DA VIDA
TENTEI-ME FLORIR EM GIRASSÓIS E MARGARIDAS
E SÓ NASCERAM MARIAS-SEM-VERGONHAS
AS QUE MAIS AMEI...


AGORA, NO SILÊNCIO DE ALMA
CALO-ME TRISTE E DEIXO,
AOS POUCOS QUE PASSAM,
OS MEUS PASSOS CANSADOS.

(NÃO QUERO MAIS SONHAR
ESSES SONHOS QUE ME ACORDAM!)

UM LAÇO A BEIRA DO CAMINHO
MARCA MINHA TRAJETÓRIA:
AQUI EIS UM POETA
QUE NUNCA SOUBE O QUE ERA AMAR.


(*negra noite-19/10/2011- 00:35h-00:44h)
Publicado online no site RECANTO DAS LETRAS